O QUE É MARCA?

Registro de Marca –  O que é marca? A pergunta parece um tanto quanto ingênua e simples, afinal de contas, todos nós sabemos o que é uma marca, não é mesmo? Se formos citar algumas marcas que logo nos vêm à memória, temos: Coca-Cola, Nike, Adidas, McDonald’s, Casas Bahia, Prada, Gucci, Ferrero Rocher, Ferrari, Bombril, e tantas outras.

Marcas que se tornaram, com o passar dos anos, a referência do próprio produto em si, por exemplo: Bombril! Quando vamos ao mercado, em geral, não dizemos que precisamos comprar palha de aço, e sim, Bombril.

Quando vamos à papelaria não tiramos uma fotocópia do documento, tiramos uma Xerox, mas, na verdade, Xerox é a marca da empresa de tecnologia desenvolvedora das máquinas de fotocópias. E o que dizer das Cotonetes? Em verdade, Cotonete é apenas uma das marcas para o produto hastes flexíveis.

Porém, as marcas Bombril, Xerox e Cotonete fizeram um trabalho tão genial de marketing associado à qualidade durante muitos anos que passaram a fazer parte do dia a dia das pessoas como “produtos” e não como uma marca de um determinado produto. Não há marketing melhor do que ser confundido com o próprio produto!

Bem, aí, retomamos a pergunta do título deste post, afinal, o que é marca? De forma simplista, o conceito de marca pode ser definido como a representação gráfica de um produto ou serviço, simples assim!

 

A IMPORTÂNCIA DO REGISTRO DE UMA MARCA

O conceito de marca é amplo e, com tanto valor agregado, a marca, antes de tudo, precisa estar protegida legalmente! O que isso significa? Que a sua marca precisa de um registro que assegure que ela não será copiada por outra empresa, que ela não será utilizada indevidamente para gerar negócios para outra empresa concorrente.

Já pensou surgiu outra Nike no mercado? Nem dá para imaginar, não é mesmo? Seria uma dor de cabeça para a Nike ter que lidar com uma concorrência tão direta assim. Por isso, não só a Nike como todas as grandes marcas, além das pequenas também, precisam registrar suas marcas. No Brasil, o único órgão responsável por isso é o Instituto Nacional de Propriedade Intelectual, o INPI.

Uma marca que não está registrada no INPI pode ser “derrubada” a qualquer momento. Isso mesmo. Temos conhecimento (infelizmente), de muitas marcas que foram desautorizadas de atuar no mercado porque sofreram impugnação da marca que já havia sido registrada.

Imagina elaborar site, investir em redes sociais, fazer seu logotipo, dentre tantas outras ações e… De repente, receber uma notificação de que sua marca não pode mais atuar no mercado? É impensável!

Para que você nunca precise passar por isso, procure um profissional qualificado para lhe orientar sobre como registrar uma marca.

 

Fonte: Martins & Fernandes Marcas e Patentes 

PortugueseSpanish